Foram dados os primeiros passospara a Marcha da Maconha 2015 de São Paulo

21/01/15

do Smoke Buddies

Neste último sábado, no famoso Porão da Sanfran em São Paulo, aconteceu a primeira reunião com o objetivo de dar os primeiros passos para organizar a Marcha da Maconha 2015 da capital paulista. O Smoke Buddies esteve presente no evento que contou com a participação de mais de 50 pessoas, entre homens e mulheres integrantes ou não de coletivos como, por exemplo, o DAR, ACuCa, FUMA, Matilha Cultural, Avante, simpatizantes do movimento LGBT e também integrantes do Núcleo de Política de Drogas do PT.

A reunião começou por volta das 15h e todos os presentes, a maioria estudantes, inclusive quem chegou depois do horário marcado teve oportunidade para se apresentar e falar o que achou da Marcha de 2014 e como pretendia ajudar no evento desde ano. Um assunto que foi citado por diversos participantes da reunião foi uma polêmica que sempre ocorre nas reuniões para organizar a marcha de São Paulo: vamos falar só da legalização da maconha ou vamos falar das outras drogas? Para a ativista e usuária medicinal e recreativa da cannabis, Ronete Rizzo, “o foco de uma marcha que tem o nome de marcha da maconha tem que ser sobre a regulamentação da maconha e na minha opinião a marcha desse ano deveria focar na regulamentação do cultivo caseiro”. Mesmo apoiando os outros movimentos que debatem a regulamentação de todas as drogas, Ronete diz entender que a maconha envolve uma série de debates além de sua legalização, mas acredita que deveria haver uma marcha específica para debater a legalização de outras drogas. Ela também lembrou que devemos colocar em pauta na marcha de 2015 a reclassificação do CBD feita este mês pela ANVISA. “Por que só o CBD? Se não tem maconha não tem CBD!” enfatizou Ronete.

Para Rodrigo Vinagre, integrante do Coletivo DAR (Desentorpecendo a Razão) que participa da organização da marcha desde 2010 e é a favor de que a marcha da maconha fale de outras drogas, nos explicou que “a marcha da maconha SP costuma optar por ter um eixo amplo com função “guarda chuva” – puxado pela maconha – que abarca outras pautas envolvidas no debate sobre a guerra às drogas. Acho que a marcha deve pautar a legalização da produção, distribuição e consumo de maconha, mas sem deixar de mirar o fim da guerra às drogas como horizonte”. Vinagre também nos explicou que colocar dentro da marcha da maconha de São Paulo a possibilidade de se regulamentar outras drogas é muito importante para acabar com os males do proibicionismo, pois a visibilidade que a maconha está tendo atualmente ajuda a colocar em pauta esse grave problema social, que é o proibicionismo.

O organizador da reunião, Fernando Silva (mais conhecido como Profeta Verde) que participa da organização da Marcha desde 2010 e é frequentador do evento desde 2008, conversou com o Smoke Buddies e nos contou que este ano ele está vendo mais gente participando da reunião comparado a reunião em 2014. “Isso é surpreendente! Chega uma galera empolgada no começo depois vai decantando, dividindo em grupos e cada um vai pra seu bloco” disse o Profeta. Uma das pautas definidas na reunião de sábado foi o apoio da Marcha da Maconha de São Paulo ao MPL (Movimento Passe Livre). “A gente conseguiu aqui aprovar um apoio ao MPL que tem sofrido muita repressão da polícia. Rolou algumas divergências de pessoas que são do grupo do Partido dos Trabalhadores e da Juventude que queriam levar a discussão pra outro lado sobre apoiar ou não a pauta do MPL, mas no final teve o reconhecimento para apoiarmos os protestos e sermos contra a violência policial”. Vale lembrar que a Marcha da Maconha de SP ano passado não registrou nenhuma prisão ou confronto com a polícia.

A próxima reunião da organização da Marcha da Maconha de SP foi marcada para o dia 31 de janeiro, no Centro Cultural Vergueiro.

22/01/15 09:51
Mauro Orsi:

A Marcha Mundial da Cannabis, na França, vai ser dia 9 de maio, num sábado, acho que se a Marcha de SP for na mesma data, a gente ganha mídia mundial espontânea, vejam essa matéria que saiu na França sobre a Marcha da Maconha de Jundiaí: http://cannabissansfrontieres.org/communique-no82-marche-mondiale-du,826.html

https://www.facebook.com/events/757353994353903/

 
28/01/15 16:31
Bruno souza:

Quero Sempre notícias da marcha, como datas, locais etc. ..

 
29/01/15 15:36
Caique souza:

dia 31 estaremos lá ….

 
21/02/15 23:59
Charles:

Quando tiver uma marcha no RJ me avisem por favor

 
06/03/15 13:57
jonathan pikeno:

vamos lutar contra a repressão policial ao cidadao

 
20/05/15 15:45
Ramon Gonzalez:

24DEMAIO estarei na marcha em salvador,vamos quebra essa tabu vamos bota as cara na rua e ir a luta pela legalização!